Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
  Notícias sobre Saúde  
     
     
  Primeiros brasileiros eram sedentários, sugerem pesquisas  
     
 

Pesquisadores da USP estão traçando um quadro surpreendente da organização social dos primeiros seres humanos a povoar o Brasil.

Dados de escavações em Minas Gerais sugerem que esses paleoíndios, como são conhecidos, eram membros de uma população densa e sedentária, que utilizava de forma intensiva os recursos vegetais do Brasil Central a partir de uns 10 mil anos atrás.

Os dados estão em artigo na revista científica "Journal of Archaeological Science" e também no livro "Lapa das Boleiras", a ser publicado em breve pela editora Annablume.

O quadro "acaba com essa imagem de poucos indivíduos extremamente nômades perambulando pelo cerrado", disse à Folha o arqueólogo Astolfo Araújo, que organizou a obra junto com o bioantropólogo Walter Neves. Segundo ele, a ocupação densa é um padrão recorrente, que aparece no sítio de Lapa das Boleiras e em outros abrigos rochosos da região de Lagoa Santa (MG).

Uma das chaves para essa estimativa é o acúmulo surpreendentemente espesso de cinzas nos sítios arqueológicos, abrangendo um período de mais ou menos três milênios. Além disso, há abundância de enterros nesses locais, bem como o uso de matérias-primas obtidas apenas localmente. "Essas coisas são indícios de territorialidade", diz Araújo.

Os dados também indicam que, em vez de caçar grandes mamíferos, como seus colegas da América do Norte, os paleoíndios mineiros preferiam caça média e pequena e, principalmente, recursos vegetais.

"O trabalho do Walter [Neves] mostra um índice de cáries de quem consumia muito carboidrato, parecido com o de agricultores", afirma o arqueólogo. Esse povo pode ter aproveitado uma fase climática úmida para prosperar.

 
     
     
 

REINALDO JOSÉ LOPES
da Folha de S.Paulo

 
     
   
  Ler mais Notícias sobre Saúde