Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
  Notícias sobre Saúde  
     
     
  Proteína freia avanço de esclerose lateral em ratos  
     
 

Uma enzima parecida com a utilizada para tratar de septicemias graves (infecções causadas por microrganismos) desacelerou o avanço do mal de Charcot (esclerose lateral amiotrófica, doença da qual sofre o famoso físico britânico Stephen Hawking) em ratos portadores.

Esta enzima, denominada proteína C ativada ou drotrecogina, permitiu diminuir o ritmo da morte das células nervosas em ratos nos quais havia sido inoculado o equivalente a uma forma particularmente agressiva do mal de Charcot --o que permitiu prolongar sua vida em aproximadamente 25%, afirmam os autores da pesquisa publicada no "Journal of Clinical Investigation".

A drotrecogina também prolongou o tempo durante o qual estes animais se mostraram capazes de funcionar normalmente apesar do fato de demonstrarem sintomas desta doença incurável e fatal.

Esta substância também desacelerou o ritmo da perda de massa muscular, que afeta as pessoas com esclerose lateral amiotrófica.

Apesar de os pesquisadores afirmarem que devem ser realizados estudos adicionais antes de testar esta enzima em humanos que sofram desse mal, se declararam estimulados pelo fato de que uma substância muito parecida já é utilizada sem problemas no homem para tratar a septicemia.

Eles esperam poder realizar testes clínicos nos próximos cinco anos.

 
     
     
 

da France Presse, em Washington

 
     
   
  Ler mais Notícias sobre Saúde