Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
  Notícias sobre Saúde  
     
     
 

Veja sintomas do AVC, uma das maiores causas de morte no Brasil

 
     
 

O AVC (acidente vascular cerebral), popularmente conhecido como derrame, é uma das chamadas doenças cardiovasculares, principal causa de óbito no Brasil.

Segundo o Ministério da Saúde, em 16 anos (1990 a 2006) as doenças cardiovasculares (que incluem também o infarto) apresentaram queda de 20,5%, mas os números ainda preocupam. Em 2006, foram cerca de 300 mil mortes (quase 30% do total do país).

Há dois tipos de AVC: o acidente vascular isquêmico, mais comum (80% dos casos), caracteriza-se pela obstrução de vasos na região cerebral. Já o hemorrágico (20%) apresenta ruptura de vasos e consequente sangramento. Veja os sintomas abaixo.

Entre as principais causas do derrame estão hipertensão (pressão alta), tabagismo, sedentarismo, colesterol alto, estresse, diabetes, obesidade, problemas cardíacos e má alimentação.

 
     
Editoria de Arte/Folha Imagem
     
     
 

TIPOS DE DERRAME

ISQUÊMICO
O vaso é obstruído por um coágulo que impede a passagem do sangue. É o mais comum. O coágulo pode se formar em qualquer parte do corpo e ser conduzido pela corrente sanguínea até órgãos vitais como o cérebro.

Sintomas
- Perda repentina da força muscular
- Redução ou perda da visão
- Dificuldades para falar
- Tontura
- Formigamento em um dos lados do corpo
- Alterações da memória

HEMORRÁGICO
O vaso sanguíneo fica dilatado e se rompe, provocando sangramento no cérebro

Sintomas
Além dos sintomas do AVC isquêmico, a vítima também costuma sentir:
- Náuseas e vômito
- Edema cerebral
- Aumento da pressão intracraniana
- Dor de cabeça repentina e muito intensa --esse sintoma pode ser consequência do aneurisma cerebral, problema congênito (a vítima nasce com ele) que torna um vaso sanguíneo mais frágil e, se não for detectado e corrigido a tempo, por meio de cirurgia, provoca seu rompimento

Como socorrer
A única providência que um leigo pode tomar é levar a vítima imediatamente a um hospital

Rapidez
- Se a vítima de AVC chegar ao médico até três horas após o início dos sintomas, a chance de cura é maior, especialmente se o derrame for isquêmico. Por meio de medicamentos, é possível dissolver o coágulo que obstruiu o vaso sanguíneo e permitir que o sangue volte a circular normalmente
- Se o atendimento ocorre mais de três horas após os primeiros sintomas, a possibilidade de cura sem sequelas vai depender da localização e do tamanho da área do cérebro que foi atingida

 
     
     
 

da Folha Online

 
     
  Ler mais Notícias sobre Saúde