Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
  Artigos Escritos  
     
     
 

A prática regular de atividades esportivas e exercícios físicos ao longo dos anos

 
     
     
 

Apesar de ter o conhecimento da importância e dos benefícios que a prática regular de atividades esportivas ou de exercícios físicos proporcionam, a maior parte da população mundial é completamente inativa ou se exercita em níveis insuficientes para melhorar sua saúde.

Estudos epidemiológicos evidenciam que populações ativas apresentam menor incidência de muitas doenças crônicas, entre elas a hipertensão arterial, a obesidade, o diabetes tipo II, a osteoporose, a sarcopenia, a ansiedade, a depressão, as doenças reumáticas, as doenças cardiovasculares, a melhora da imunidade, a redução no risco de morte prematura e vários tipos de câncer, entre outros.

Pesquisas recentes indicam que os principais fatores para a adesão inicial aos programas de treinamento físico são: a orientação médica, a busca por melhores níveis de condicionamento físico, o lazer, a estética, o convívio social, além de melhorias nos aspectos psicológicos e na qualidade de vida.

Seus resultados demonstram também que o prazer, a sensação de bem estar pessoal e a melhora nos níveis de saúde, foram fundamentais para a manutenção dos indivíduos inseridos nestes programas, assim como a falta de tempo, a distância do local da prática e fatores sócio-econômicos, têm sido os maiores empecilhos citados pelos desistentes.

Estes dados possibilitam aos profissionais de saúde, responsáveis pelos programas de políticas públicas voltadas para a promoção de atividades físico-esportivas, a elaboração de estratégias que aumentem tanto a adesão quanto a aderência nos programas de treinamento físico, já que a maioria das pessoas que iniciam a prática destas atividades abandonam após pouco tempo.

 
   
  Leandro Gobato, 36 anos
   
 

Felizmente, exemplos como o de Leandro Gobato (foto acima), 36 anos, praticante regular destas atividades, é cada vez mais comum para o profissional de educação física que prescreve treinamentos físicos.

Incentivado desde criança pelo pai que participava de competições de ciclismo e montain bike, começou a competir nestas modalidades e por duas vezes sagrou-se campeão paulista de subida de montanha e uma vez campeão paulista cross country de montain bike. Impossibilitado de treinar pela falta de tempo no período em que trabalhava e cursava o ensino superior, deixou as competições e passou a dedicar-se exclusivamente ao treinamento com pesos.

Após a conclusão de seu curso universitário, começou a praticar treinamentos específicos para corrida e atualmente participa com destaque em competições de provas pedestres. Como podemos observar, durante o curso de sua vida, Leandro teve hábitos que promoveram sua saúde física, cumprindo, portanto, os pré-requisitos atuais que promovem um estilo de vida saudável.

Para assegurar o sucesso na prática dessas atividades ao longo dos anos, é fundamental que sua prática seja incentivada desde a infância. Esta educação aumenta significativamente as chances de que sua prática ocorra também na vida adulta. Se as pessoas que levam uma vida sedentária adotassem um estilo de vida um pouco mais ativo, haveria um enorme benefício para a saúde pública e para o bem estar individual e social, além de contribuir para a melhoria na qualidade da vida atual e futura.

   
 

Daniel Simon

     
     
  Ler mais Artigos Escritos