Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
  Artigos Escritos  
     
     
 

Envelhecimento Saudável

 
     
     
 

A expectativa de vida do brasileiro que era de 33,7 anos em 1900 passou para 70,4 anos em 2000, e, segundo projeção do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), deve chegar aos 84,3 anos em 2100.

O processo de envelhecimento varia bastante entre as pessoas e é influenciado tanto pelo estilo e condições de vida quanto por fatores genéticos, produzindo alterações diferenciadas não só de um indivíduo para o outro, como também de um órgão para o outro.

A questão a ser resolvida pelos profissionais de saúde e pelos indivíduos envolvidos neste processo é a qualidade com que serão vividos os anos a mais proporcionados por este aumento da expectativa de vida. O envelhecimento pode significar também anos de sofrimentos e dependências, uma vez que a maioria dos idosos apresenta uma ou mais doenças, e as seqüelas e/ou complicações associadas a elas poderão resultar em incapacidades que comprometem a autonomia dos mesmos, diminuindo de maneira significativa sua longevidade funcional.

Para prevenir ou amenizar o impacto das doenças, as estratégias de intervenções deverão ser precoces, com a adoção de um estilo de vida saudável e contínuo. Entre elas destacam-se principalmente a prática regular de exercícios físicos, a alimentação adequada e balanceada, a convivência social estimulante, a manutenção de um objetivo de vida, o controle adequado das patologias, o uso moderado de bebidas alcoólicas, além de evitar o tabagismo e a automedicação.

Alguns especialistas definem atualmente envelhecimento saudável como o produto de várias ações que culminam com a expectativa de vida alongada, mas em condições de exercer todos os papéis que o individuo exercia ou gostaria de exercer na sociedade. Isso requer não só boa condição física e mental, como também a inclusão social que lhe permita desempenhar tais funções.

Os resultados das pesquisas atuais e os estudos futuros permitirão a capacitação cada vez maior dos profissionais envolvidos nesta área, que, somados aos constantes avanços tecnológicos e a adoção cada vez mais precoce de hábitos saudáveis dos indivíduos em processo de envelhecimento, possibilitarão reduzir significativamente o impacto que as doenças e as incapacidades representam no cotidiano dos idosos. Dessa forma, a chance de existir pessoas com 100 anos ou mais participando ativamente da sociedade aumentará significativamente, e, desde jovens, deverão elaborar estratégias que possam garantir segurança financeira suficiente para atender suas necessidades básicas neste período da vida.

 
   
  Foto Revista CAV
   
 

Exemplos como o do Sr. Ivo Evangelista (foto acima), 86 anos, devem ser seguidos. Casado há 64 anos, empresário durante 72 anos, foi por cinco vezes presidente do Clube Atlético Valinhense, onde atualmente é conselheiro vitalício; além de ser um dos fundadores, foi por quatro vezes presidente do Lions Clube de Valinhos; durante vinte anos foi presidente da Liga de Futebol de Valinhos; participou voluntariamente de várias outras atividades; jogou futebol até os 45 anos e, desde então, caminha regularmente; há cinco meses iniciou a prática da musculação cinco vezes por semana, com o intuito de melhorar sua condição funcional. Como podemos observar, durante o curso de sua vida, o Sr. Ivo teve bom convívio social e familiar, hábitos que promoveram sua saúde física e mental, além da independência econômica, cumprindo, portanto, os pré-requisitos atuais que promovem o envelhecimento saudável.

Agindo precocemente, continuadamente e utilizando corretamente as ferramentas disponíveis atualmente, que propiciam um bom envelhecimento, estaremos minimizando substancialmente os efeitos deletérios que este processo possa representar. Cabe a nós decidirmos que caminho trilhar. Bom envelhecimento a todos.

   
   
  Daniel Simon Neto
   
   
  Ler mais Artigos Escritos