Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
  Artigos Escritos  
     
     
 

A importância da avaliação médica e física ao iniciar um programa de exercícios físicos

 
     
     
 

Antes de iniciar qualquer programa de exercícios físicos ou a prática de uma modalidade esportiva, alguns procedimentos devem ser tomados para que esta prática possa ser realizada de forma segura e eficiente. As diretrizes atuais recomendam que todas as pessoas interessadas em iniciar estas atividades, sem distinção de idade, devem passar por uma avaliação médica para verificar a condição de sua saúde atual.

A avaliação médica aumenta significativamente a segurança na prática das atividades físicas. Os resultados dos exames clínicos, somados ao conhecimento do histórico pessoal e familiar, permitem que o médico identifique precocemente os indivíduos que apresentam os maiores riscos e que devem exercitar-se sob uma maior supervisão, além de definir as possíveis restrições na prática de determinadas atividades.

Com base nas informações obtidas, o médico deverá informar ao avaliado sobre o seu estado de saúde atual, indicar os profissionais especializados necessários no diagnóstico de doenças, e, no caso de prescrição do atestado liberatório, transmitir tanto as recomendações quanto as restrições para os demais profissionais envolvidos no processo de treinamento físico.

Após a liberação médica torna-se necessária a busca do profissional de educação física, que será o responsável pelo programa de exercícios a ser desenvolvido. Este profissional deverá auxiliar na escolha das atividades mais adequadas ao atendimento dos propósitos estabelecidos, de acordo com as orientações médicas, com as características físicas e com as preferências individuais.

Portanto, para aumentar a eficiência deste programa de exercícios, é fundamental que o professor conheça as condições físicas atuais do indivíduo.

Neste sentido, a avaliação física apresenta-se como um instrumento indispensável, uma vez que possibilita a detecção precoce de potencialidades e de deficiências físicas a serem trabalhadas, além de fornecer parâmetros para as alterações do programa ao longo dos anos.

Devido à necessidade de treinamentos específicos, os idosos, os portadores de doenças crônicas e aqueles que se reabilitam de vários tipos de lesões são os maiores beneficiados com a realização destas avaliações. Para estes indivíduos, as alterações e os ajustes necessários no transcorrer do programa de exercícios são muito mais eficazes se os esforços forem coordenados pela equipe de profissionais envolvidos na sua terapêutica.

Nos últimos anos vem crescendo significativamente o número de idosos que iniciam a prática de exercícios físicos, independente da idade ou nível de fragilidade. Os procedimentos das avaliações para estes indivíduos devem seguir o mesmo rigor adotado para a população em geral e o programa de exercício a ser desenvolvido deve ser o mais individualizado e gradual possível.

Os riscos que a prática das atividades elaboradas possam apresentar são reduzidos substancialmente com a realização das avaliações médica e física e a evolução no programa de treinamento será muito mais eficaz se as mesmas forem periódicas e sucessivas.

 
   
   
 

Daniel Simon

     
     
  Ler mais Artigos Escritos